Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Farmácia e Drogarias Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Encontre farmácias e drogarias de Campo Grande. Aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Joaquim PP Nantes
(67) 361-4050
r Andradas, 851, Vila Duque De Caxias
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Anizio Soares Jr
(67) 383-5622
r Rui Barbosa, 3668, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Clínica Homeopatia e Psicologia Solon Ltda
(67) 382-0321
r Garcas, 1547, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Mario R Duailibi
(67) 384-3798
av Afonso Pena, 32, Amambai
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Drogaria Rita Vieira
(67) 383-4345
r Mal Candido Mariano Rondon, 2001
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Drogaria Joana D Arc
(67) 382-0994
r Barão do Rio Branco, 1308, Amambai
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Miguel C Gouveia
(67) 385-4697
av Doná Otilia Barcelos, 661, Jardim Jacy
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Farmácia Paraná
(67) 351-7690
av Coronel Antonino, 581, Coronel Antonino
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Senata HR M Rodrigues
(67) 382-4003
r José Antônio Pereira, 793, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Adenilde C Adballa
(67) 341-5889
r Saudade, 280
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 

Farmácia e Drogarias

Fornecido por: 

O Viagra foi lançado pela Pfizer em abril de 1998, nos Estados Unidos, para o tratamento da disfunção erétil (DE), chegando ao Brasil em junho do mesmo ano. A pílula azul, primeiro comprimido para DE, facilitou o tratamento - antes complicado e desconfortável - e trouxe um leque de questionamentos sobre a sexualidade humana e os problemas de ereção masculina em todo o mundo.

Dez anos após o lançamento, nem todos esses tabus foram quebrados. Muita gente só ouve sobre os medicamentos para DE em conversas informais, o que dá margem para especulações e dúvidas.

 Para esclarecer os mitos e as verdades sobre Viagra, o médico Sidney Glina, Chefe do Departamento de Urologia do Hospital Ipiranga/São Paulo, levanta as principais dúvidas que os pacientes levam para o consultório:

Pacientes com problemas cardiovasculares podem usar Viagra?

Verdadeiro . Portadores de insuficiência cardíaca, pressão alta e outras enfermidades relacionadas ao coração podem fazer uso do medicamento, que sempre deve ser prescrito pelo médico. Viagra pode ajudar esses pacientes a retomar ou melhorar a atividade sexual.

 Pacientes que fazem uso de medicamentos à base de nitrato não podem tomar medicamento para DE?

Verdadeiro . Os nitratos são medicamentos utilizados por algumas pessoas que tiveram infarto ou angina. Seu uso com comprimidos para disfunção erétil pode resultar em complicações graves. Essa é a principal contra-indicação de Viagra.

 Para fazer efeito, Viagra precisa ser tomado uma hora antes das refeições ou depois de comer?

Mito . Refeições habituais não alteram a absorção do medicamento. Refeições ricas em lipídios (gordura) levam a um retardo na absorção. Entretanto, a eficácia não é alterada (apenas há atraso na absorção e não na eficácia).

 Viagra não pode ser tomado com álcool, pois tem ação de efeito? retardada?

Mito . Estudos realizados com homens que beberam uma garrafa de vinho mostraram que não existe interação entre álcool e Viagra. Apesar disso, a Pfizer, de maneira responsável, não recomenda o uso concomitante.

Viagra funciona por até 12 horas?

Verdadeiro . A duração da ação está estimada inicialmente entre 4 e 6 horas, o que é adequado para o perfil de hábitos sexuais de muitos casais. Porém, estudos demonstram que a sildenafila (princípio ativo de Viagra) pode ter efeito de até 12 horas para um grande número de pacientes com disfunção erétil.

Viagra perde o efeito com o tempo a longo prazo?

Mito.   Estudos mostraram que, mesmo após anos de tratamento com Viagra, a ação do medicamento não foi alterada.

 Não é aconselhável usar Viagra por muito tempo seguido?

Mito. Todas as evidências científicas comprovam a segurança da utilização de Viagra a longo prazo.

Viagra funciona para todos os graus de disfunção erétil?...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb