Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Curso de aviação Macaíba RN

Encontre os cursos de aviação de Macaíba. Conheça as empresas especializadas desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Encomendas e Transp e Cargas Pontual
(85) 491-5928
tv Expedicionarios, 5204, Prefeito José Walter
Fortaleza, Ceará
 
João Sediacek Neto
(69) 421-2343
r Fernando, 1163
Ji-Paraná, Rondônia
 
L Auto Air Serv Auxiliares de Transp Aéreos Ltda
(82) 322-1288
lot Palmares, Tabuleiro Dos Martins
Maceió, Alagoas
 
INFRAERO
(65) 682-2633
r Marechal Rondon, Jardim Aeroporto
Várzea Grande, Mato Grosso
 
Viação Aérea SA VASP
(67) 463-1197
av Dq de Caxias, 1
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Antônio B Franca
(92) 656-9186
tv Baião, 24, Dom Pedro
Manaus, Amazonas
 
Brabo Taxi Aéreo
(91) 233-4884
psg Senador Lemos, 4700, Sacramenta, Belém
Belem, Pará
 
Ytapajos Taxi Aéreo Ltda
(93) 522-4909
av Eng Fernando Guilhon, 425, Santarenzinho
Santarém, Pará
 
BCS - Brasil Cargo Service Ltda
(114) 166-6745
al Mamoré, 535, An 11 Sl 1104
Barueri, São Paulo
 
Injecargas Transp Urgentes Ltda
(313) 423-6246
r Dom Cabral, 1006, Cachoeirinha
Belo Horizonte, Minas Gerais
 

Curso de aviação

Fornecido por: 

Mestre em recontar a história do Brasil, Marcio Souza cria em O BRASILEIRO VOADOR um divertido álbum de recortes que une os momentos marcantes na vida Alberto Santos-Dumont aos principais acontecimentos da época em que viveu o pai da aviação.

Sem pretensões de criar uma biografia oficial, mas sempre respeitando os fatos históricos, Márcio Souza dá asas a imaginação e apresenta a vida de Santos-Dumont com um senso de humor elegante e inteligente. "Este livro nasceu como argumento para um filme. Nunca pretendeu ser a biografia definitiva, oficial e inconteste de Santos Dumont" conta.

Em 1893, o mineiro Alberto Santos Dumont chega a Paris. De francês, tem apenas um sobrenome e alguns parentes. Leitor voraz de Julio Verne na infância, ele renúncia a uma vida confortável como herdeiro de uma fazenda de café em Ribeirão Preto, para conquistar, na Europa, o ar.

Financia seu primeiro vôo de balão; mais tarde, passa a construir seus próprios dirigíveis. A bordo do N° 6, contorna a Torre Eiffel, num episódio que assombra Paris, rendendo-lhe um prêmio de cem mil francos. Seu nome vira manchete de jornais e seu hangar torna-se tão concorrido quanto os ateliês de pintores da época.

Ao contrário dos irmãos Wright, que realizavam voos isolados, Santos Dumont fazia aparições públicas, atraindo as multidões. Em 1906, o lacônico inventor alça o vôo mais alto de sua carrei...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb