Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Antibiótico Itaporanga d'Ajuda SE

Conheça a ameaça que o uso excessivo de antibióticos representa à saúde. "O hábito de tomar remédios por conta própria é uma prática comum mundialmente, pois ao primeiro sinal de uma possível doença as pessoas procuram soluções rápidas para resolver o problema, muitas vezes de forma incorreta", alerta o autor. Entenda porque essa atitude pode fragilizar o seu sistema imunológico. Consulte a lista de especialistas da área, em Itaporanga d'Ajuda.

Eduardo A Dias
(53) 232-9837
r General Neto, 495, Centro
Rio Grande, Rio Grande do Sul
 
Marcia C Soares
(212) 495-4928
r Conde D'Eu, 126, Barra Da Tijuca
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Eletrônica Henrique Ltda
(212) 232-8015
r República do Líbano, 25, Lj A, Centro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Kazumi Nishimura
(143) 378-1133
r Barbosa, 459
Salto Grande, São Paulo
 
Valter M Batista
(67) 471-1920
av Podalirio Albuquerque, 846
Iguatemi, Mato Grosso do Sul
 
Combate Barreirinha Futebol Club
(41) 354-2476
r Pedro Krechener, 720
Almirante Tamandaré, Paraná
 
Rotary Club Pilar Sul
(15) 278-1588
r Tte Almeida, 178
Pilar do Sul, São Paulo
 
Fernando EF Santos
(323) 216-7267
av BR R Branco, 2588, sl 304
Juiz de Fora, Minas Gerais
 
Clínica Neurológica Paolo
(41) 329-3948
av Rep Argentina, 2056, cj 63
Curitiba, Paraná
 
Délio S Pereira
(71) 331-2211
r Deocleciano Barreto, 10, Chame-chame
Salvador, Bahia
 

Antibiótico

Fornecido por: 

A sociedade médica alerta que o uso indiscriminado de antibióticos pode aumentar a resistência das bactérias e piorar o quadro infeccioso dos pacientes.




A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) promove o lançamento da campanha “Antibiótico necessita de prescrição médica”. Com apoio da Bayer Schering Pharma, divisão da Bayer HealthCare, a sociedade faz um alerta sobre os riscos da automedicação e do uso inadequado de antibióticos. O hábito de tomar remédios por conta própria é uma pratica comum mundialmente, pois ao primeiro sinal de uma possível doença as pessoas procuram soluções rápidas para resolver o problema, muitas vezes de forma incorreta. Os analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos são a classe de medicamentos mais prescritos no mundo.

A prescrição do antibiótico pelo médico é realizada quando o diagnóstico da infecção é confirmado ou suspeito, seja por meio de exame clínico, laboratorial ou investigação epidemiológica. O tratamento deve ser individualizado e o uso indiscriminado de antibióticos pode levar à resistência por parte das bactérias, ou seja, elas podem tornar-se resistentes aos antibióticos prescritos, fazendo com que a infecção não seja tratada. Hoje em dia as infecções causadas por bactérias resistentes...


    
Continue sua leitura em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb