Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Clínica psiquiátrica Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Encontre as clínicas psiquiátricas de Campo Grande. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Centro Psicológico de Controle do Stress
(67) 3383-0199
av dos Estados, 112, Jardim dos Estados
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Andrade, Denisval P
(67) 3324-4920
r Antônio Corrêa, 319 lt 10, Jardim Monte Líbano
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Ismape - Apoio Psicológico e Educacional
(67) 3382-6748
r Arthur Jorge, 1048 Sl 2
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Clínica de Psicologia Andrea Lacet, Dra
(67) 3321-8077
r Rio Grande Sul, 1530, Jardim dos Estados
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Clínica de Psicologia e Fonoaudiologia
(67) 3324-6026
av Mato Grosso, 358, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
CIDAPP-Centro Integrado de Desenvolvimento e Pesquisa em Psicologia
(67) 3324-9599
r Sebastião Lima, 1143, Jardim Monte Líbano
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Arruda, Ângelo M V
(67) 3383-2307
r Eduardo Santos Pereira, 1659 s 5, Jardim dos Estados
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Clínica de Psicologia Mendes
(67) 9249-3434
r Eduardo Santos Pereira, 295, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Adauto Furlanetti
(67) 9264-4869
r Eduardo Santos Pereira, 295 1º Andar, Sala 2
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Clínica de Psicologia Merege
(67) 3384-3907
r 25 de Dezembro, 476 s 4, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica psiquiátrica

Fornecido por: 

Não é demais dizer que as emoções são o que movem o ser humano. Isso pode ser comprovado nas ações e reações das pessoas que são impulsionadas pelos sentimentos. Seja em poemas e nas obras dos artistas ou em doenças, as emoções podem dar sua contribuição.

Segundo a médica e psicanalista, Soraya Hissa de Carvalho, a emoção é um impulso neural que move um organismo para a ação. "A emoção se manifesta por sinais elétricos acompanhados de uma descarga hormonal e de manifestações comportamentais, desencadeando uma tensão no organismo cujo objetivo é colocá-lo em movimento rumo a um novo equilíbrio", explica a médica.

De acordo com a psicanalista, a emoção corresponde a uma modificação dos componentes químicos do cérebro. Tais elementos modificam a estrutura cerebral, organizando múltiplas conexões entre os neurônios. "Desta forma, podemos dizer que todas as nossas experiências emocionais cotidianas compõem fisicamente nosso cérebro criando ou fortalecendo conexões entre os neurônios", continua Soraya.

As emoções, tanto positivas quanto negativas, podem abalar a saúde. Prova disso é a psicodermatose, doença da pele que tem com o causa a emoção. Segundo estimativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a causa dos problemas de pele de um em cada três pacientes é emocional, incluindo estresse, ansiedade e depressão. "A pele tem relação estreita com a nossa mente e reflete muito do que se passa em nosso interior, pois é altamente sensível às nossas emoções", afirma Soraya.

O laço entre pele e sistema nervoso, segundo a psicanalista, existe desde o ventre materno. No embrião, as duas estruturas são formadas a partir do mesmo elemento, o folheto ectodérmico. O desafio da ciência tem sido entender como essa relação continua. "Sabe-se que a pele, o maior órgão do corpo humano, reage progressivamente aos hormônios do sistema nervoso central, como a adrenalina e o cortisol, cuja produção aumenta em situações de tensão ou ansiedade. Em excesso, eles prejudicam o sistema imunológico e aumentam a produção das glândulas sebáceas e sudoríparas, duas conseqüências que impulsionam o surgimento de problemas dermatológicos", explica a médica.

São diversas as doenças que recebem ao menos alguma influência da emoção. "As pessoas somatizam os momentos de tensão das mais diferentes formas. Um exemplo clássico de psicodermatose é o da estud...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb