Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Clínica de fertilização Fortaleza, Ceará

Encontre as clínicas de fertilização de Fortaleza. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Ana Francisca Moreira Martins
3279-8500
Av Oliveira Paiva- 1291
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Dalgimar Beserra de Menezes
3231-9075
R Joao Cordeiro 1656
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Gonçalves Moreira Filho
3494-7266
R Coronel Amancio Cavalcante 4
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Maria do Socorro Silveira Magalhaes
Rua Pe Luis Figueira 550
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dary Alves Oliveira
3272-8054
Av Rui Barbosa 3275
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Maria Roseli M Callado
3261-7938
Av Desembargador Moreira 2120
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Estefania Mota Araripe Pereira
3223-8823
R Gilberto Camara 835
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Alvaro Braga C de Oliveira
3246-1032
Av Barao de Studart 2173
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Joao Quintino Nt
3226-9650
R Guilherme Rocha 253
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Maria de Jesus S de Andrade
3486-6161
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de fertilização

Fornecido por: 

Entre 219 mil e 246 mil bebês nascem a cada ano no mundo graças ao desenvolvimento das técnicas de reprodução assistida. Os números indicam um aumento no número de procedimentos envolvendo as técnicas de reprodução assistida.

Vale destacar que é crescente o aumento no número de nascimentos a partir de técnicas como a injeção espermático-citoplasmática que tem crescido mais do que a fertilização in vitro.

Dados revelam a disparidade no acesso aos sistemas de saúde e às tecnologias de reprodução assistida pelo mundo. Estas informações levantam a questão de se desenvolver técnicas de baixo custo para aplicação em países mais pobres, onde normalmente, o tratamento é mais agressivo podendo levar a nascimentos múltiplos e a problemas como a síndrome da hiperestimulação ovariana ou a necessidade de reduções fetais.

Fonte: Clínica Gera

 ...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb