Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Clínica de fertilização Abaetetuba, Pará

Encontre as clínicas de fertilização de Abaetetuba. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Maria de Fatima Mesquita Jorge Joao
Trav.Ove de Janeiro 2110 - Sala 1601Ed. Wall Street
Belem, Pará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Anatomo Patologistas Associados S/A
R Ferreira Cantao 454 - S/2
Belem, Pará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Priscilla Leite Dias
(91) 3222-6145
R Ferreira Cantao 454 - Sala 01
Belem, Pará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Mario Fernando Ribeiro de Miranda
(91) 241-1048
Av Alm Wandenkolk 1243 - Sala 704
Belem, Pará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
PROFISIO CLINICA DE FISIOTERAPIA
(94) 9157-7350
AV TOCANTINS 152 BAIRRO NOVO HORIZONTE
MARABA, Pará
 
Diana Ecila Tavares Acatauassu Teixeira
913-2424
Tv Quatorze de Marco 1299
Belem, Pará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Fernando Antonio Martins
(91) 3236-4186
Av. Duque de Caxias 1540
Belem, Pará
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Manoel de Almeida Moreira
(91) 223-0692
Rua Antonio Barreto 380
Belem, Pará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Médicos
(93) 3522-0726
PA 431 KM 01 - Alto Alegre - Mojui dos Campos
Santarém, Pará
Especialidade
Clínico Geral

Simone Granhen
(91) 3229-9652
r Pariquis, 3001 SL 1001
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de fertilização

Fornecido por: 

Entre 219 mil e 246 mil bebês nascem a cada ano no mundo graças ao desenvolvimento das técnicas de reprodução assistida. Os números indicam um aumento no número de procedimentos envolvendo as técnicas de reprodução assistida.

Vale destacar que é crescente o aumento no número de nascimentos a partir de técnicas como a injeção espermático-citoplasmática que tem crescido mais do que a fertilização in vitro.

Dados revelam a disparidade no acesso aos sistemas de saúde e às tecnologias de reprodução assistida pelo mundo. Estas informações levantam a questão de se desenvolver técnicas de baixo custo para aplicação em países mais pobres, onde normalmente, o tratamento é mais agressivo podendo levar a nascimentos múltiplos e a problemas como a síndrome da hiperestimulação ovariana ou a necessidade de reduções fetais.

Fonte: Clínica Gera

 ...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb