Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Clínica de Endocrinologia Cuiabá, Mato Grosso

Esta página disponibiliza matérias interessantes sobre endocrinologia e uma lista de empresas e profissionais liberais na cidade de Cuiabá. Encontre abaixo empresas e profissionais liberais da região de Cuiabá que oferecem diversos produtos e serviços e ainda esclareça suas dúvidas sobre endocrinologia.

Vanda Parreira Araujo e Silva
(65) 3321-9736
Av das Flores 951
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Elianne Maria Ferreira Curvo
Av. Isaac Póvoas 546
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Lucrecia Maria de Melo
(65) 3321-9074
R. Coronel Thogo da Silva Pereiranr. 311
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Elianne Maria Ferreira Curvo
Av. Isaac Póvoas 546
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Augusto Bueno de Azevedo Neto
Av Felinto Muller 1211
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Najla Maria Souza Franco
(65) 3023-1616
Rua das Dálias 317 - 1º Andar
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Augusto Bueno de Azevedo Neto
Av Felinto Muller 1211
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Lucrecia Maria de Melo
(65) 3321-9074
R. Coronel Thogo da Silva Pereiranr. 311
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Najla Maria Souza Franco
(65) 3023-1616
Rua das Dálias 317 - 1º Andar
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Vanda Parreira Araujo e Silva
(65) 3321-9736
Av das Flores 951
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Dicas a professores para lidar com crianças diabéticas

Fornecido por: 

Autoria: Da Redação   
26 de maio de 2011
 
Segundo a Federação Internacional de Diabetes, entidade ligada à Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de diabéticos no mundo passa de 250 milhões.

No Brasil, dados da Associação Nacional de Assistência ao Diabético (ANAD) mostram que cerca de 10 milhões de pessoas têm a doença, mas apenas metade tem consciência de sua situação. Deste total, 7,6 milhões são acometidos pelo tipo 2 da doença, o mais comum e único que pode ser evitado.

A escola é fundamental para a integração, desenvolvimento e maturidade da criança diabética. Por isso, os pais devem informar os professores sobre o caso de seu filho, detalhes do tratamento, monitoramento da glicemia e insulina, alimentação e atividades físicas, além de informar os procedimentos necessários em casos de emergência.

Para isso, o Dr. Massimo Colombini Netto, especialista em medicina da família da AxisMed , oferece algumas dicas aos professores para conviver tranquilamente com o pequeno com diabetes, que são:

Saber o que é diabetes;

  1. Liberar a criança para ir ao banheiro, sempre que estiver com vontade de urinar;
  2. Incentivar o automonitoramento;
  3. Prestar auxílio na aplicação da insulina, se necessário;
  4. Observar e acompanhar o plano alimentar e o horário correto para a realização do lanche ou refeição;
  5. Incentivar o aluno a comer alimentos com fibras e com baixo teor de açúcar e gordura...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb