Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Clínica Imunopatológica Vila Velha, Espírito Santo

Esta página disponibiliza matérias interessantes sobre imunopatologia e uma lista de empresas e profissionais liberais na cidade de Vila Velha. Encontre abaixo empresas e profissionais liberais da região de Vila Velha que oferecem diversos produtos e serviços e ainda esclareça suas dúvidas sobre imunopatologia.

Firmino Braga Neto
(27) 3320-6068
Av Carioca 353 - Centro Emp. Praia da Costa Anexo ao Shopping
Vila Velha, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Augusto Cesar Schwartz
Clínica Médica Pneumologia
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Augusto Cezar Schwartz
(27) 3222-0539
R Alberto de Oliveira Santos 42 - S/1104
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Karina Tavares Oliveira
Rua Joao da Cruz 164 - Clinica Medica da Praia
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Claudio Eduardo Lima Turra
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Gilberto Gonçalves da Silva
(27) 3361-1000
R.Gerson Silva Freire 91 - Hospital
Guarapari, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Antonio Carlos dos Santos Braga
Rua Jose Farias 98 - Ed. Plena Centersl 302
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Santos Majeski - Dr Carlos Alberto G Santos
R Doutor Eurico de Aguiar 130 - S/514
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Maria Auxiliadora Tinoco Ferreira
(27) 3345-7800
Avossa Senhora da Penha Ed. Omega Center 1255 - S/604
Vitoria, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Simone de Oliveira Alvarenga Prezotti
Br 101 - Norte Km 02
Serra, Espírito Santo
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

O inverno aumenta as reações alérgicas

Fornecido por: 

Autoria: Da Redação   
01 de junho de 2011
 
Quando a temperatura baixa e o frio começa a ficar mais intenso, as pessoas começam a sentir a pele áspera e começam a perceber algumas irritações nas vias respiratórias.

Segundo a dermatologista Kátia Lutfi "o inverno e o tempo mais seco diminuem as defesas e secreções das vias aéreas deixando-as mais vulneráveis aos alérgenos, que são todas as substâncias capazes de desencadear uma reação alérgica". O frio e o fenômeno das inversões térmicas dificultam a dispersão de poluentes do ar, o que facilita a inalação de agentes que causam alergias.

Além disso, explica Kátia, "as pessoas tendem a passar mais tempo em locais fechados e com maior aglomeração, o que facilita o contato com os alérgenos". Cerca de 25% da população brasileira sofre de alguma forma de alergia, e as mais comuns são: a asma (bronquite alérgica ou bronquite asmática), a rinite alérgica e as alergias cutâneas.

Quando se conhece o responsável pela alergia como, por exemplo, em uma alergia alimentar, basta evitar o alimento na dieta. Quando o agente está presente no ar como a poeira ou fungos, "podemos tentar reduzir o seu contato através do que chamamos de controle ambiental, que consiste em cuidados diversos para diminuir o contato com os alérgenos no ambiente domiciliar, como por exemplo, ouso de protetores plásticos de colchão e travesseiros, de pano úmido diariamente nos pisos da casa, a troca das cortina...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb