Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Clínica Imunopatológica Aquiraz CE

Esta página disponibiliza matérias interessantes sobre imunopatologia e uma lista de empresas e profissionais liberais na cidade de Aquiraz. Encontre abaixo empresas e profissionais liberais da região de Aquiraz que oferecem diversos produtos e serviços e ainda esclareça suas dúvidas sobre imunopatologia.

Maria de Fatima Pimenta Lima
3257-6633
Av Aguanambi 1953
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Silvia K de Albuquerque Lopes
3246-0605
Av Rui Barbosa 2190
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Sergio Gomes de Matos
3261-4580
R Doutor Jose Lourenco 777
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Valeria Goes Ferreira Pinheiro
3264-0445
Av Santos Dumont 3131
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Maria Otavia de Andrade Poti
3268-2154
Av Dom Luis 176
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Maria da Penha Uchoa Sales
3224-4267
R Coronel Linhares 950
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Rosineli Leopoldino de Oliveira
3246-0605
Av Rui Barbosa 2190
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Marcilio Xavier Adjafre
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Lucia Maria de Olinda Ricci
3279-8500
Av Oliveira Paiva- 1291
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Rosa Malena Gondim Aguiar
3454-2323
R Fiuza de Pontes 533
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Pneumologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

O inverno aumenta as reações alérgicas

Fornecido por: 

Autoria: Da Redação   
01 de junho de 2011
 
Quando a temperatura baixa e o frio começa a ficar mais intenso, as pessoas começam a sentir a pele áspera e começam a perceber algumas irritações nas vias respiratórias.

Segundo a dermatologista Kátia Lutfi "o inverno e o tempo mais seco diminuem as defesas e secreções das vias aéreas deixando-as mais vulneráveis aos alérgenos, que são todas as substâncias capazes de desencadear uma reação alérgica". O frio e o fenômeno das inversões térmicas dificultam a dispersão de poluentes do ar, o que facilita a inalação de agentes que causam alergias.

Além disso, explica Kátia, "as pessoas tendem a passar mais tempo em locais fechados e com maior aglomeração, o que facilita o contato com os alérgenos". Cerca de 25% da população brasileira sofre de alguma forma de alergia, e as mais comuns são: a asma (bronquite alérgica ou bronquite asmática), a rinite alérgica e as alergias cutâneas.

Quando se conhece o responsável pela alergia como, por exemplo, em uma alergia alimentar, basta evitar o alimento na dieta. Quando o agente está presente no ar como a poeira ou fungos, "podemos tentar reduzir o seu contato através do que chamamos de controle ambiental, que consiste em cuidados diversos para diminuir o contato com os alérgenos no ambiente domiciliar, como por exemplo, ouso de protetores plásticos de colchão e travesseiros, de pano úmido diariamente nos pisos da casa, a troca das cortina...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb