Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Cardiologista Rio Pardo RS

Esta página disponibiliza matérias interessantes sobre cardiologia e uma lista de empresas e profissionais liberais na cidade de Rio Pardo. Encontre abaixo empresas e profissionais liberais da região de Rio Pardo que oferecem diversos produtos e serviços e ainda esclareça suas dúvidas sobre cardiologia.

Jose Rogerio Hoppe
(51) 3711-9310
Galvao Costa 356
Santa Cruz Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Paulo Roberto Juca
(51) 3711-2900
R Julio de Castilhos 33
Santa Cruz Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Marcelo Fialho Roman
(54) 3311-9062
Teixeira Soares 879 - 302
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Eduardo Radins
(55) 3222-7160
R Andre Marques 551 - Terreo
Santa Maria, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Daniel Sato
(54) 3311-8082
Rua Teixeira Soares 885 - 801
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Homero Neto de Cunha e Agra
(51) 3715-1039
Marechal Deodoro 1015 - 405
Santa Cruz Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Edegard Solon de Pontes
(51) 3713-2491
R Ernesto Alves 1220
Santa Cruz Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Marcelo Wayss
(51) 3722-3749
R Moron 1126
Cachoeira Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Paulo Eduardo Donato
(54) 3311-1761
Teixeira Soares 879 - Cj 701
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Claudio Keniger Tetelbom
(51) 3226-2668
R Andradasdos 1519 - Sl. 53
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Derrame: a maior causa de morte no Brasil

Fornecido por: 

Autoria: Da Redação   
11 de julho de 2011
 

O acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame, é a doença que mais mata no Brasil e é a principal causa de incapacitação no mundo, por conta das sequelas que pode deixar.

Dentre os principais fatores de risco para o AVC estão a hipertensão, o diabetes e a fibrilação  atrial (FA), a arritmia cardíaca mais comum, que aumenta em cinco vezes as chances de sofrer um derrame. No mundo, anualmente, três milhões de pessoas sofrem AVC em consequência da fibrilação atrial. A doença acomete 1,5 milhão de brasileiros. Ela faz com que o coração bata em um ritmo irregular, fora do padrão habitual. Os sintomas mais comuns são palpitações, tontura, falta de ar e dor no peito.

O derrame é a principal complicação desta arritmia, que acontece por causa da formação de coágulos no coração que, ao se desprenderem, chegam até o cérebro. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Neurologia (SBN), no País, a cada cinco minutos uma pessoa é vítima de AVC, o que contabiliza cerca de 100 mil mortes ao ano em decorrência da doença. Vale ressaltar que a cada seis derrames, um ocorre em pacientes com fibrilação atrial e 75% das vítimas de AVC por fibrilação atrial ficam severamente dependentes.

...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb