Quer ser nosso colaborador? Envie seu texto e fotos para nosso e-mail.

Cardiologista Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Esta página disponibiliza matérias interessantes sobre cardiologia e uma lista de empresas e profissionais liberais na cidade de Campo Grande. Encontre abaixo empresas e profissionais liberais da região de Campo Grande que oferecem diversos produtos e serviços e ainda esclareça suas dúvidas sobre cardiologia.

Angela Herminia Sichineal
(67) 3382-9570
Rua Arthur Jorge 1096 - 2ª Andar Sala 22
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Marcos Paulo Tiguman
(67) 3321-3748
Rua Rui Barbosa 3790
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Alexandre Casali Neto
(67) 3321-3936
Rua Doutor Arthur Jorge 1096
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Sergio Cacao de Moraes
(67) 3383-2453
Rua Padre Joao Crippa 2018
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Evandro Veiller Ferrari
(67) 3382-7095
Rua Xv Deovembro 1311
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Joao Jackson Duarte
(67) 3041-5240
Av Afonso Pena 2419
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Alcione Italo Balsanelli Junior
(67) 3323-1800
Rua Padre Joao Crippa 1098
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Sidnei Tomas de Oliveira e Silva
(67) 721-0485
Rua Treze de Junho 651 - de 0397/398 a 1259/1260
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Fernando Bernardo
(67) 3383-3552
Av.Fernando Correa da Costa 1233
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Jose Carlos Dorsa Vieira Pontes
(67) 3383-7312
José Dibo 63
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Derrame: a maior causa de morte no Brasil

Fornecido por: 

Autoria: Da Redação   
11 de julho de 2011
 

O acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame, é a doença que mais mata no Brasil e é a principal causa de incapacitação no mundo, por conta das sequelas que pode deixar.

Dentre os principais fatores de risco para o AVC estão a hipertensão, o diabetes e a fibrilação  atrial (FA), a arritmia cardíaca mais comum, que aumenta em cinco vezes as chances de sofrer um derrame. No mundo, anualmente, três milhões de pessoas sofrem AVC em consequência da fibrilação atrial. A doença acomete 1,5 milhão de brasileiros. Ela faz com que o coração bata em um ritmo irregular, fora do padrão habitual. Os sintomas mais comuns são palpitações, tontura, falta de ar e dor no peito.

O derrame é a principal complicação desta arritmia, que acontece por causa da formação de coágulos no coração que, ao se desprenderem, chegam até o cérebro. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Neurologia (SBN), no País, a cada cinco minutos uma pessoa é vítima de AVC, o que contabiliza cerca de 100 mil mortes ao ano em decorrência da doença. Vale ressaltar que a cada seis derrames, um ocorre em pacientes com fibrilação atrial e 75% das vítimas de AVC por fibrilação atrial ficam severamente dependentes.

...

Clique aqui para ler este artigo em O Debate

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados.
UaiWeb